• André Boaratti

07 Dicas para você fazer o seu TCC sem depender do orientador



É muito, mas muito comum mesmo, fazermos o nosso TCC, seja ele Monografia, Artigo, projeto, etc, sem a supervisão de um orientador. Ou ao menos, sob uma orientação um pouco.... digamos, distante. Há várias razões para isso: o seu orientador pode ser um professor extremamente ocupado, ou então mal remunerado pela instituição, levando a um desestímulo do docente em acompanhar o seu trabalho, dentre outras razões.


Independente da situação, ao meu ver, não há nenhum motivo que justifique um professor, que foi destinado a supervisionar o seu trabalho (e é paga para isso), te deixar sozinho nesse momento tão difícil, com dúvidas, dificuldades, inseguranças...


Um TCC é a sua identidade no mercado de trabalho. Ele definirá que tipo de profissional você será, o seu perfil, o seu grau de comprometimento, etc. Então, se você está na fase de conclusão de curso e tem a incumbência de produzir um TCC, não desanime se você estiver sozinho nessa grande empreitada. Pois há formas de você produzir o seu trabalho sem a participação direta do seu orientador. Claro que isso vai te demandar um pouco mais de trabalho, cuidado e responsabilidade, mas valerá a pena no final!


No intuito de ajudar esses alunos que estão “abandonados” pelos seus orientadores, elaborei algumas dicas que, se forem bem aproveitadas, tenho certeza que o resultado será extremamente positivo! Se esse for o seu caso, então, fique atento ás próximas linhas e/ou se você conhece outras pessoas que estão passando por esse problema, compartilhe esse texto com elas 😉



Dica 01 – Planejamento


Antes de dar início á escrita do seu trabalho, estruture-o em tópicos, os quais, todos devem ser elaborados a partir do objetivo maior que é responder a questão problema! Se você tem uma problemática bem formulada, o seu trabalho vai praticamente “andar sozinho”.


Quanto mais planejamento, tendo referencial a sua questão problema, menos você precisará de um orientador!


Planeje o seu trabalho com a maior antecedência possível, claro, se você puder! Isso também vai diminuir a sua dependência em relação a um orientador.



Dica 02 – Peça auxílio para alguém corrigir os erros de português


Produza o seu texto dentro de um programa atualizado que corrija os seus erros de português. Parece uma dica muito básica, mas ela é muito importante! Não deixe de corrigir os seus erros ortográficos somente após a conclusão do seu texto. Corrija na medida que você vai produzindo.


E após a conclusão de um capítulo ou do trabalho todo, peça para alguém que domine mais as regras ortográficas do que você, analisar a sua produção e apontar os erros. Se você não conhece ninguém que possa te ajudar nisso, então, contrate algum profissional. Vale muito a pena e você ficará totalmente independente de um orientador para isso!



Dica 03 – Produza todos os dias


Leia sobre o seu tema e escreva todos os dias. Mesmo que seja poucas páginas por dia, mas escreva! O orientador muitas vezes atua como um motivador para nos fazer escrever o nosso trabalho. Mas se for o caso de você não ter uma pessoa que te acompanha nesse processo, então, produza todos os dias, duas ou três páginas. A sua motivação virá da sua própria produção e engajamento em relação ao seu texto. Na medida que você perceber a evolução do seu trabalho, isso irá te impulsionar a produzir cada vez mais!



Dica 04 – Baseie-se em outros trabalhos


Essa é uma dica que eu sempre dou em outras situações, ou seja, isso faz dela pra lá de fundamental. Não é problema algum, como disse no artigo anterior a esse, você se basear em outros trabalhos que já exploraram temas parecidos com o seu. Isso vai te ajudar a construir uma auto percepção da sua pesquisa mais próxima daquilo que você quer e pode produzir. Não adianta ficarmos planejando um trabalho além da nossa capacidade na medida em que, muitas vezes, é a primeira vez que nos deparamos com esse tipo de desafio. Então, seja humilde e verifique outros trabalhos acadêmicos, analisando de que forma eles foram estruturados, como foi abordagem em relação ao tema e o que mais você pode aproveitar para o seu trabalho.



Dica 05 – Escolha do tema


Faça uma escolha em relação ao tema que seja familiar a você. Familiar no sentido de te despertar curiosidade em estudar sobre aquilo e ao mesmo tempo que esteja dentro das suas possibilidades pesquisar. Temas muito complexos irão te deixar mais dependente do seu orientador, portanto, faça boas escolhas pensando na sua produção e nos seus limites em cumprir tal tarefa.



Dica 06 – Escolha dos procedimentos metodológicos


Além da escolha do tema, você também deve escolher uma metodologia que seja capaz de tratar o assunto e que possa contribuir para responder a sua questão problema. Pesquise bastante sobre os vários métodos e escolha aquele que realmente irá desempenhar o papel de levar a resultados relevantes para a sua problemática. Para cada tipo de tema, há métodos adequados. Para isso, pesquise em obras que tratam de metodologia de pesquisa e faça boas escolhas para o seu trabalho, dentro da perspectiva do seu tema e questão problema.



Dica 7 – Contrate profissionais


Se durante a execução do seu texto acadêmico você encontrar muitas dificuldades que te impeçam evoluir, não hesite em contratar bons profissionais que possam te auxiliar a produzir o seu trabalho. Há professores que você pode contratar para corrigir o seu trabalho a partir das normas da ABNT, da ortografia, conteúdo, etc. Não caia na tentação de comprar um trabalho pronto! É muito melhor você contratar um profissional que vai acompanhar o seu trabalho do começo ao fim.


Eu mesmo faço acompanhamento completo de TCC e há outros que também fazem. Basta você procurar aquele profissional mais habilitado e que esteja realmente comprometido em te ajudar.


Se quiser falar comigo sobre isso, mande-me um e-mail: professorboaratti@gmail.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now